Todo funcionário deve ter participação nos lucros da empresa

Ele começou a programar com 15 anos por curiosidade. Gostou. Aos 17 era contratado por uma empresa de médio porte para desenvolver websites. Aos 18 entrou para a universidade e, com 23 anos e formado, largou o emprego para montar sua própria empresa de TI. Hoje, aos 25 anos de idade, ele já acumulou 10 anos de experiência na internet e pode viver confortavelmente com o fruto de sua dedicação (os pais só puderam ajudá-lo com incentivo e carinho). Ao entrevistar candidatos para alguma vaga, ele não se conforma em ver que a maioria sequer construiu um site para mostrar o que sabe. “O que essas pessoas fizeram na faculdade?”, pergunta-se.

A situação descrita acima é uma realidade comum para muita gente. Hoje no Brasil existem mais de 17 mil vagas em aberto por falta de mão de obra qualificada. Eu me identifiquei com o personagem da narrativa, e tenho certeza que muitos que estão lendo também passam por isso constantemente.

É incrível como a nova geração parece que perdeu o brilho por se tornar autodidata e sair criando e desenvolvendo suas próprias soluções para pequenos problemas. Talvez isso seja um dos efeitos da Cauda Longa (Chris, nos explique), onde milhares de empresas de nicho desenvolvem soluções ótimas para todo o tipo de problema. Isso poderia causar uma certa desmotivação por criar coisas novas e, digamos, toscas. E tem outra. São frequentes os casos de pessoas que tiveram uma idéia simples e brilhante, montaram uma empresa de garagem e pouco tempo depois venderam a empresa para uma Google da vida por bilhões de dólares. Talvez essa gurizada esteja esperando essa idéia brilhante enquanto joga WoW ou fica teclando no MSN e Orkut.

O que fazer quando os futuros profissionais não querem mais ser meros funcionários e querem montar sua própria empresa, pensando ser essa uma maneira de ganhar dinheiro fácil?

Estive pensando e lendo sobre isso ultimamente. Uma das respostas pode parecer estranha, mas eu penso que todo funcionário deve ter participação nos lucros da empresa. Independente do tamanho e área de atuação da empresa. Pense bem. O seu funcionário é quem fazer o seu negócio dar certo. É peça fundamental para atingir as metas e fazer a empresa crescer. Muitas vezes é ele quem quebra a cabeça para resolver um problema importante. Sendo assim, ele merece ou não receber parte dos lucros que ele ajudou sua empresa a ter?

Claro que seria inviável uma empresa dar participação nos lucros para pessoas que não trabalham no produto ou serviço real da empresa. Ou que não participa diretamente da evolução das vendas. Seria o caso de funcionários como recepcionistas, faxineiros, cozinheiros, jardineiros, etc. Mas e se esses funcionários fossem terceirizados?

Para simplificar, imagine uma empresa que presta serviços gerais para médias e pequenas empresas. Todos esses funcionários citados trabalhariam para o crescimento da empresa terceirizada. Aí sim poderiam ganhar também sua participação, pois é essa empresa que eles ajudam a crescer, quando prestam um serviço de qualidade para as empresas contratantes.

Vejo muitos profissionais que fazem um trabalho excelente tentarem a vida de empresário simplesmente por que ficaram desmotivados em trabalhar (e ganhar pouco) para um chefe que fica rico às suas custas. Se continuarmos dando tanto valor aos empresários e tão pouco para os funcionários, chegaremos no dia em que não conseguiremos mais funcionários capacitados. E este será o mesmo dia em que teremos um excesso de empresas medíocres prostituindo o mercado.

Existem pessoas que adoram codificar. Outras preferem administrar negócios. Deixe cada um fazer o seu trabalho e ganhar bem por isso. Se você tivesse participação nos lucros e nas decisões da empresa que te contratou, você pensaria um pouco melhor antes de querer largar tudo e abrir sua empresa? Pense nisso.

Comments

  1. says

    Olá Matheus, estou implementando uma politica de bônus na minha empresa e achei excelente seu artigo. Trabalho com uma equipe extremamente jovem e vivemos esta realidade descrita por você. Parabéns!

    • carina says

      boa tarde gostaria de saber se tenho direito a participação de lucros da empresa pois ela alegou que não tenho direito pois tenho atestado a uma advertencia e agora para ajudar pedi demisão obrigada desde ja…

      • ieda says

        Gostaria de saber o amparo legal na participaçao de lucros de uma empresa no caso de o funcionario estar em um determinado periodo afastado por atestado medioc

  2. Matheus Zeuch says

    Alexsandro,
    Essa é uma decisão da diretoria da empresa. A política muda de empresa para empresa. Eu sou da opinião de que cortar o direito de PL de um funcionário só deveria acontecer em casos extremos e ainda assim ser muito bem planejado. O objetivo é incentivar os funcionários à trabalhar em conjunto por um objetivo global da empresa, e não punir retirando o direito à PL.
    Abraço,
    Matheus Zeuch

  3. alexsandro reis says

    Eu perde o direito da PL por ter mi encostado no INSS com periodo de 9 meses , por motivo de acidente do trabalho . A PL é paga de certa forma em duas vezes fevereiro e agosto . Eu fui beneficiado da PL de 20 agosto de 2008 , e ocorreu o acidente no dia 27 de setembro de 2008 passei a retribuido pelo INSS no mes de outubro de 2008 , foi pago a PL no mes de fevereiro 2009 , quando retornei no mes de 25 de junho de 2009 , após o mes de agosto no fui + beneficiado , como posaso saber por detales o direito do mesmo atraves de vc´s ,ou tenho q pedir a empresa documento q descreve tudo detales sobre o mesmo . Meu enteresse é recorrer o meu direito . Ou quem me da informações detalhadas sobre o assunto . Antecipo meus agradecimentos e uma ótima semana .

  4. Matheus Zeuch says

    Olá Alexsandro,
    Neste caso o melhor é procurar conversar com os responsáveis na empresa em que você trabalha para saber qual a política deles sobre isso. Infelizmente não vou poder te ajudar mais que isso.
    Abraço,
    Matheus Zeuch

  5. Fabio says

    Oi, estou desmotivado e impaciente. Ganho muito pouco onde trabalho e já pensei em abrir empresa.
    Já faz 5 meses isso, e a primeira coisa que estou fazendo para abrir uma empresa é conhecer o gasto desta. Depois estou interessado em fazer alguns cursos de adm e partir pro ataque.

    E nesses 5 meses, pra quem quiser, li um pouco sobre mortalidade das empresas no brasil.

    o site é do SEBRAE
    http://www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/BDS.nsf/b919adbec8ee252003256dea0067bf5b/4bb33e51d81e5ae2832574e100742a84/$FILE/NT00039182.pdf

    e outro site com mais opçoes:
    http://www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/BDS.nsf/b919adbec8ee252003256dea0067bf5b?OpenView

  6. Matheus Zeuch says

    Olá Paty,

    Quero lembrar que isso não é lei. Meu artigo é somente representa meu posicionamento pessoal em relação à isso. Eu penso que todo funcionário com atuação direta no resultado da empresa deveria ter participação nos lucros. Se você está tentando implementar isso na sua empresa, você é quem deve estabelecer a melhor estratégia para que isso funcione de maneira produtiva para todo mundo.

    Um abraço,
    Matheus Zeuch

  7. Alexsandro Reis says

    Bom dia Matheus Zeuch . Quando o funcionario perde o direito a participação dos lucros ? Eu figuei ( 8 ) meses afastasdo da empresa do mes 11 de 2008 à 25 de junho de 2009 , por motivo de acidente de trabalho ( especie 91 ) , quando vontei fui informado q não teria direito da proxima PL . Os pagamentos da PL são realizados nos dia 20 de fevereiro e 20 de agosto .Poderia detalhar esse assunto + um pouco , si tenho direito ou não , e si posso recorrer a esse direito ? Antecipo meus agradecimentos , obrigado .

  8. osvaldo bispo dos santos says

    olá boa noite,que 2010 seja de prosperidades, saúde.
    bom minha duvida é que trabalho a quase 10 anos na mesma empresa e pl nunca muda o valor é sempre 130,00 reais
    anualmente não teria que haver alguns reajuste a empresa tinha uma pequena frota de compressores de ums tempo para melhorar graças a DEUS são:geradores,torres de iluminação etc
    deculpe mas agradeço a sua resposta
    abração

  9. Matheus Zeuch says

    Olá Osvaldo,

    Particularmente eu não considero esta a melhor estratégia de participação nos lucros. Seria mais natural destinar um percentual e dividir anualmente entre os participantes. Por exemplo: 1% dos lucros do ano distribuidos entre os funcionários. Mas é o empreendedor da sua empresa quem define essa estratégia.

    Um abraço,
    Matheus Zeuch

  10. josiani salles says

    trabalhei quase o ano todo..a empresa que eu trabalhava paga a participação dos lucros agora em janeiro .eu pedi as contas em outubro gostaria de saber se tenho direito a receber esse dinheiro? por favor responda .agradeço.

  11. Matheus Zeuch says

    Olá Josiani,
    Você terá que perguntar isso para o pessoal de RH da sua empresa. Este artigo retrata minha opinião pessoal e fala sobre participação nos lucros do ponto de vista do empreendedor, e não do funcionário.
    Abraço,
    Matheus Zeuch

  12. cristina says

    Oi gostaria de saber , se o funcionario que pede demissão tem direito de receber a participação dos lucros proporcional ? Desde ja obrigado .

  13. Marcão says

    Boa noite!

    Gostaria de saber a sua opinião a respeito.

    “Tenho contato indireto com sócios da empresa que trabalho e pretendo perguntar se há a possibilidade de funcionários do setor administrativo receber a PL´´.

    A dúvida é:
    Vc como empresário acharia isso ofencivo e alegaria ser gastos a mais para a empresa considerando q são sete unidades em São Paulo?

    Agradeço a resposta.

  14. says

    Olá Marcão,

    Sugerir melhorias na empresa mostra pró-atividade, seu interesse em crescer na carreira e é sempre visto pelos empresários com muito bons olhos.

    Na prática, sugerir a empresa implantar uma política de participação nos lucros é quase como pedir um aumento. Para conseguir um sim, você tem que ter uma boa produtividade, mostrar estar por dentro da cultura da empresa e seus valores. Ter feito um excelente trabalho recentemente também lhe dá uns pontos extras.

    Como no caso de PL isso normalmente envolve toda a equipe e não só você, é bom que todos estejam mostrando um bom trabalho.

    Não se preocupe que você não vai ofendê-los nem sujar sua imagem, muito pelo contrário. E se eles têm sete unidades em São Paulo, tenho certeza que são experientes e conhecem os benefícios de ter uma política de participação nos lucros na empresa.

    Sucesso na conversa com eles! Abraço,
    Matheus Zeuch

  15. Ricardo da Silva Barbosa says

    Gostaria de saber se um funcionário que entra em uma Empresa no dia 01 de Agosto de 2005, com 04 meses de trabalho se acidenta e ficou de 19/12/2009 à 02/01/2010 pelo INPS, a data prevista para sua volta ao serviço foi 02/10/2010 mas só apareceu na Empresa em 07/01/2010 às 09:00 hs ao invés de chegar no horário correto que era de 08:00 hs, trabalhou até 13/04/2010, guando ele próprio pediu as contas não querendo trabalhar mais na Empresa neste período em que ele retornou a Empresa teve várias faltas não comunicadas, este funcionário ao meu entender não tem direito a participação de lucros pois no período em que ficou afastado não produziu para a empresa lhe dando prejuísos, e na sua volta não demonstrou capacidade de produção e de crescimento na empresa o que voçê acha.
    Aguardo sua resposta
    Att: Ricardo S. Barbosa

  16. Viviane Soares says

    Oi Matheus Zeuch, boa noite !!

    Gostaria de saber se a PL é paga anualmente ou mensalmente ??

    Desde já agradeço a atenção dispensada.

    Viviane

  17. Ariadne J. santos says

    Oi Matheus td bem?gostaria de saber se empresas de pequeno porte também devem oferecer a participação nos lucros?Obrigada desde já.

  18. PALOMA says

    OLA ENTREI NA EMPRESA EM 03/10, VAO PAGAR A PL AGORA, TENHO DIREITO A RECEBER OU SO QUEM ESTAVA NA EMPRESA NO ULTIMO ANO??
    MEU VALOR E PROPORCIONAL (SALARIO / 12 * MESES TRABALHADOS?)

  19. Alana Bellot says

    A empresa que trabalho paga PL, sendo só quem tem direito são funcionários que tem mais de 02 anos na empresa.
    Os funcionários com menos tempo de casa não tem direito.
    Isso realmente pode ser feito?

  20. says

    Olá pessoal,

    Só para esclarecer novamente que não tenho conhecimento quanto às questões legais relativas à PL (participação no lucros). O artigo simplesmente representa a minha opinião sobre o assunto, assim como todos os outros artigos do blog.

    Questões legais devem ser tratadas com o departamento de RH da empresa de vocês ou então com um advogado trabalhista.

    Abraços,
    Matheus Zeuch

  21. Daniele says

    Gostaria de saber nome e dados de empresas que trabalha com a participação dos funcionarios nos lucros, tenho que fazer um trabalho da faculdade,mas não estou achando nenhum.
    Obrigada.

  22. rosana says

    ola trabalho numa concessionaria e ha quatro anos e fui ofendida por uma funcionaria que e secrataria do gerente .teve um evento em são paulo e eles selecionaram as pessoas para ir só convidaram vendedores e alguns outros mas eu e mais duas meninas que trabalham na aria de limpeza não fomos convidadas quando fiquei sabendo perguntei porque não fomos convidados pois trabalhamos na mesma empresa e a viagem foi dada para os funcionarios ela me ofendeu com palavras e disse que não era para nós saber pois eu não iria junto pois eu sou incapaz de ter condiçoes financeiras se a vigem era para todos os funcionarios ouve um certo preconceito em relação a este assunto

  23. ernani says

    Gostaria de ser saber se uma pessoa que tem doença grave (câncer) e por esse motivo tem que fazer acompanhamento médico como quimioterapia pode ser prejudicada na participação do lucro de uma empresa.

    no aguardo,

  24. Aida says

    Trabalho desde 1991 e nunca vi esse tipo de mentalidade no Brasil. Tanto no setor privado quanto nopúblico, a ganância é o fator dominante! Quem realmente trabalha muito, até diretamente com os clientes ou consumidores finais, permanecem recebendo o mesmo salário por anos, enquanto os lucros sobem meteoricamente e a olhos vistos! Por isso que existe um vergonhoso entra-e-sai de profissionais excelentes na área da educação/qualificação! A culpa é do profissional que passa horas trabalhando ou preparando suas aulas? Não! A culpa é da falta de reconhecimento por parte de quem só visa o lucro, sem se importar em incentivar e reter o bom profissional!

  25. Elisandra says

    gostaria de saber se tenho direito a o lucro de participaçao inteiro, ou so os meses trabalhados?
    tava de licença maternidade de 12/09/11 a 10/01/12 agora to de ferias
    obrigada

  26. Riler de Jesus Teodoro says

    Gostaria de saber se devido a faltas com atestado medico pode me tirar o beneficio da pl na empresa e se tem alguma lei sobre esse caso.
    Sem mais obrigado.

  27. luis says

    A empresa que eu trabalho atua em dois estados ES e MG aos empregados do ES ela pagou o pl ( participação de lucros ) e aqueles funcionarios de MG ela nao pagou o pl , isso é certo?

    mg

  28. Antonia Siebecke says

    Boa tarde!

    Trabalho em uma escola de educação infantil de berçarista e fui informada que não tenho direito ao PLE. Isso esta correto?

    Aguardo breve retorno.

    Antonia

Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>